VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Os perfumes e os homens

Recordo-me perfeitamente de quando jovem estudante de teologia, as palavras do Senhor Cónego Orlando nas nossas conversas sobre como um homem se devia apresentar, discreto no vestir, nas palavras e sobretudo no perfume! O seu odor devia ser assim, discreto e que passasse despercebido aos demais que o rodeiam. Sem a mínima dúvida, este sacerdote foi um exemplo para mim do gentleman em todas as aceções da palavra: discreto no gesto, nas palavras, sempre a procurar a palavra certa que não magoasse o seu destinatário e sempre aprumado no vestir.
Mas, aqui discordávamos! O perfume de um homem não tem de ser discreto (óbvio que não tem de ser exasperante nem agoniante), pode impor-se aos que o rodeiam marcando um ambiente e definindo os seus gostos pessoais. Isto porque é um facto que o perfume que escolhemos diz muito do nosso mood e estado de espírito mais que propriamente a distinção habitual que é apresentada verão/inverno ou homem/mulher.
DR

COMO ESCOLHER O PERFUME ADEQUADO PARA CADA UM DE NÓS?

Ter a consciência que a divisão comercial homem/mulher que existe atualmente no mercado nem sempre é “lei”, muitos dos mestres perfumistas e grandes marcas, como a Byredo, acabaram com a distinção de perfumes masculinos e femininos para serem unisexo. Mesmo as matérias-prima dos perfumes como jasmim ou rosas, no ocidente são identificados como sendo de perfumes femininos e no oriente estes mesmos são identificados e usados por homens. Neste sentido, não há como ir experimentar e ver se aquele perfume está mais identificado com o seu olfacto ou estado de espírito. Recordemo-nos que compramos um perfume para nos agradar primeiro que tudo, não agradar outrem.
DR

COMO USAR O PERFUME?

No homem como na mulher, existem pontos de fácil absorção na pele do corpo pela circulação sanguínea como os pulsos ou a zona do pescoço, nuca ou atrás das orelhas. Locais já tradicionais no uso de perfume.
Não misturar aromas nem pensar que o perfume substitui a higiene pessoal, mesmo que seja em quantidade exagerada, a função do perfume não é ser seu substituto e muitas vezes é “pior a emenda que o soneto”.
Se o seu perfume é spray, opte por borrifá-lo pelo corpo numa área aberta, criando uma névoa ao seu redor ajudando a fragrância a se espalhar de maneira uniforme.
Uma pele hidratada ajuda a reter a fragrância por mais tempo. Após o banho, aposte nos hidratantes sem perfume ou, ainda, em uma loção da mesma linha do perfume que pretende usar. Desta maneira, não correrá o risco de misturar odores. Aplique o perfume a, pelo menos, 30 cm de distância do local alvo. Desta forma, exageros e acidentes são evitados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE O QUE VOCÊ ACHOU DA NOSSA MATÉRIA!