VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Cinco Perfumes Masculinos que Seguem a linha de sucesso para 2017

O E.S.P procurou entre os perfumes destaque desse primeiro semestre os que poderão fazer mais sucesso no Brasil por parecer-se com fragrâncias que já são destaque aqui. O resultado foi uma seleção de ótimos perfumes que tem uma personalidade limítrofe entre os destaques da perfumaria mundial e alguma inovação. Vale a pena conhecer pois todos tem um "algo mais" que os farão ótimas opções para aquisição.




1) Luna Rossa Carbon de Prada 
Resultado de imagem para Luna Rossa Carbon de Prada

Com qual se assemelha? 
Sauvage da Dior

Diferencial: Mais fresco com um carga sintética que pode variar de pele para pele. 

Vantagem:
Pode substituir o Sauvage e tem um preço mais acessível. Também pode ser uma alternativa para quem usa diariamente o Dior e quer revesar tendo algo parecido porém não igual.



2) Nuit d'Issey Bleu Astral
Resultado de imagem para Nuit d'Issey Bleu Astral

Com qual se assemelha?
Green Irish Tweed

Diferencial: Mais leve e mais fresco porém com uma silagem melhor que a do Cool Water da Davidoff

Vantagem: Só existe para quem não tem um Davidoff ou um Creed Green Irish Tweed pois o preço está salgado e não existe muita inovação.

3) Aqva Pour Homme Atlantiqve 
Imagem relacionada

Com qual se assemelha?
Dylan Blue (Versace) e Sauvage da Dior

Diferencial : Mais fresco,mais verão, não é tão concentrado quanto o Dylan nem tão saliente quanto o Sauvage, puxa mais nas notas marinhas e é menos sintético. Saída mais cítrica, não tem uma longevidade e projeção tão marcantes mas comporta-se muito bem no calorão Brasileiro. 

Vantagem: É bem mais interessante para quem gosta de perfumes aconchegantes e frequenta ambientes discretos.


4) La Nuit de L'Homme Eau Électrique  de YSL
Resultado de imagem para La Nuit de L'Homme Eau Électrique

Com qual se assemelha?
Eros de Versace

Diferencial: Mantem o DNA do La Nuit de L'Homme tradicional. Um pouco mais adocicado e aveludado. A comparação com Eros não é tão significativa para mim, eu entendo que eles se assemelham mas Électrique é mais gostoso e menos superficial.


Vantagem: Só para os colecionadores da Linha

5) Zara Night Pour Homme II by Zara
Resultado de imagem para Zara Night Pour Homme II by Zara
Com qual se assemelha?
Invictus

Diferencial: Muito mais ambarado e com uma vibe colônia ideal para climas quentes

Vantagem:  O preço é bem menor e dá pra usar várias vezes por dia. Principalmente para os fãs de Invictus

sexta-feira, 21 de julho de 2017

OS MELHORES PERFUMES FEMININOS 2017 - PRIMEIRO SEMESTRE

Como é de costume o nosso Blog seleciona a cada semestre os melhores lançamentos do período. Notem que, tratando-se de demanda nacional e acessibilidade, muitas vezes alguns perfumes listados ainda não estão disponíveis no Mercado Brasileiro. Para não incorrer em injustiça com nossas leitoras e não deixa-las ansiosas até que os mesmos saim vamos separar também os 5 (cinco) melhores perfumes disponíveis no mercado Brasileiro (2016) para 2017. As revistas especializadas já andaram colocando em seus editoriais as fragrâncias premiadas porém, nem sempre fragrâncias premiadas fazem o perfil da consumidora brasileira, principalmente as fãs de carteirinha de algumas grifes.
Sem mais delongas aí vão nossos escolhidos:


1) Rose Extase de Nina Ricci (2017)
Resultado de imagem para Rose Extase de Nina Ricci

Confesso que não sou fã da linha EXTASE de Nina Ricci mas não se pode deixar de colocar Rose Extase entre os melhores lançamentos desse semestre. Saída frutada adocicada com uma dose significativa de baunilha. Rosas para todos os lados deixam a fragrância bem feminina e deliciosamente sensual. Um almiscarzinho tranquilo. Uma ótima projeção e longevidade. Enfim, um bom investimento. 

2) Fleur Musc for Her de Narciso Rodriguez (2017)
Resultado de imagem para Fleur Musc for Her de Narciso Rodriguez
Uma escolha polêmica mas sei que nem sempre sou unânime. Uma fragrância que tem um bom vislumbre, nada extremo mas com uma combinação bem interessante entre musk e almíscar. Um floral que eu classifico como elegante e não é totalmente inocente, tem sim uma sensualidade, a nota de pimenta não me incomodou , o ambarado quase não se nota. Apesar de ter achado o aroma de rosas um pouco artificial ele me convenceu. 

3) Black Opium Floral Shock de Yves Saint Laurent (2017)
Resultado de imagem para Black Opium Floral Shock de Yves Saint Laurent
Uma fragrância que me deixou impressionado apesar de o DNA de Black Opium (Que eu curto muito) é diferenciado. É mais leve, tem um "q" fraîcheur , floral, fresco, claro e delicioso. Essas notas solares me deixaram confuso mas, realmente ele remete a dias ensolarados e tecidos leves. Gostei do conjunto em si. É totalmente Brasil e para quem quer algo usável durante todo ano é recomendadíssimo.

4) Mon Guerlain de Guerlain (2017)
Resultado de imagem para Mon Guerlain de Guerlain
É uma fragrância que parece reavivar uma mistura que não esta muito clara nas nossas mentes. A lavanda (bem discreta) e  a baunilha (bem potente). Não é tão simples quanto parece, apesar de ser uma irmã ousada do Mon exclusif. Uma quantidade boa de fava deixa o perfume moderno, com uma silhueta de mulher 2017. A  lavanda fica imersa em notas que não são muitos diferentes do que estamos acostumados na perfumaria moderna. Enfim, eu gostei mas não compraria um frasco inteiro, talvez uma fração para usar em dias menos imponentes,.

5) Armani Code Cashmere de Giorgio Armani (2017)
Resultado de imagem para Armani Code Cashmere Giorgio Armani
 Uma delícia! realmente uma fragrância que merece aplausos. Parece criar uma camada floral confortável, aveludado e aconchegante. Esse merece uma resenha a parte pois é inebriante.

 6) My Burberry Black de Burberry (2016)
Resultado de imagem para my burberry black

My burberry black foi uma das grandes descobertas que fiz por esses dias. Confesso que My Burberry me agradava mas sempre parecia faltar algo, um toque mais diferenciado que pudesse levar a fragrância a ser destacável. Talvez o frutado inicial não fosse algo que destacasse a composição.Enfim, não era algo suficiente para que eu gastasse com grandes volumetrias porém, o floral encantador me mantinha próximo ao belo da Burberry. My Burberry Black já me encantou no primeiro contato. Intenso, frutado com aquele pêssego delicioso e um floral ambarado que elegante, coeso, totalmente bem colocado. A intensidade foi outro susto. Some as notas florais muito românticas, que parecem casar com uma mulher mais sonhadora e as rosas ficam destacadas. Rosas frutadas e âmbar, que junção sensual. Alguns dirão que o frutado intenso modifica a proposta da criação de 2014 mas é justamente isso que o torna muito mais fácil de amar. Nada de notas verdes e flores que , em si, deixam a composição pesada. Black é poderoso, simplificado, de forma que não seleciona público, como um um black opium da vida.Ele emplaca, com certeza pois tem tudo que uma mulher precisa: estilo, elegância, sensualidade e versatilidade. O patchouli não atrapalha, ele soma e confere uma longevidade impar entre os florais. É um perfume realmente muito gostoso que agradará tanto os fãs de fragrâncias adocicadas quanto os próprios amantes de My Burberry. 

7) 
Illicit de Jimmy Choo (2016)
Illicit Jimmy Choo Feminino

Illicit é um xarope que deu certo! Incrível como essa fragrância tornou-se feminina e romântica mesmo com fases que são enjoativa por si. Tem a classe de um grande vestido de festa e um ar provocativo que mostra que você veio para causar. De Salto e Cinto!  É floral em sua natureza, com Rosas bem destacadas misturadas a mel âmbar. Um toque picante refrescante de gengibre e um aroma cítrico adocicado deixa a saída lembrando ao xarope de laranjas amargas que a vovó fazia para tosse ( talvez essa fase seja a que mais causa espanto)  . A perfumista salvou a composição ao dar uma nuance madeira que acaba deixando a fragrância hora floral adocicado outra floral amadeirada ambarada, sempre potente e feminino. Talvez um dos grandes trunfos de toda a fragrância seja a mesma não permanecer muito tempo em suas fases de mais destaque, como as notas de saída No estilo "garota de Prada" e um corpo mulher a la Saab.

8) 

Miss Dior Edition d’Exception de Christian Dior (2016)

Miss Dior Edition d’Exception Christian Dior Feminino

Muito fácil de definir pois tem tudo do Miss Dior e as vezes parece só uma prima distante. Imagine rosas gritando logo no inicio que fazem par com um frutal suculento levente cítrico e um almiscarado adocicado. Patchouli bem la no fundo atuando como coadjuvante.O floral fica delicado, bem mais adocicado e cremoso que miss dior com um detalhe ainda mais feminino e um pouco mais jovem que MD, delicioso. Se vc nao gostou da nova versão de MD por ser romantica e feminina de mais pode ficar longe desse pois é mais romântico, mais feminino , mais jovial e mais adocicado

9)

Lolita Lempicka Edition d'Ete de Lolita Lempicka (2016)

Lolita Lempicka Edition d'Ete Lolita Lempicka Feminino
Simplesmente adorável ! Um LL para o verão com toque de natureza e refrescância? I Love It! 
Esse cheirinho de talco de violeta com o DNA LL e toques florais verdes delicados. Como não amar?
A silagem me impressionou pois, apesar de não ser de projeção monstra, ele vai deixando um rastro de segurança que parece não desaparecer. Se pudesse escolhe-lo como o Flanker do ano, não exitaria!

10)



        Angel Muse de Thierry Mugler (2016)
Resultado de imagem para Angel Muse de Thierry Mugler

Sem dúvida uma fragrância que vai roubar o coração das mulheres. Com o DNA do lendário Angel e acordes luminosos Quentin Bisch prova que veio para desestruturar a perfumaria comercial. De uma vez só ele acerta em dois perfumes comerciais , uma edição inovadora de luxo e uma edição inovadora independente, todos perfumes deliciosos, que figuram entre os nossos escolhidos esse ano. 

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Legend Night de Montblanc (2017) - Primeiras impressões


Resultado de imagem para Legend Night de Montblanc

De volta a sala de Justiça trazendo minhas impressões sobre esse lançamento da Montblanc que, de alguma forma, já não esperava muito. Realmente a Casa investiu pesado no segmento perfumaria nos últimos anos, principalmente na perfumaria masculina. Sou suspeito ao afirmar que uma grande parte dos Montblanc lançados me agradaram. Não por serem grandes perfumes mas por serem perfumes "gostosos" se assim posso dizer. O que mais me chamou a atenção foram os narizes por traz da fragrância.

Antoine Maisondieu  é reconhecido por seu belíssimo trabalho com Armani Code e Armani Code Ultimate e andou trabalhando em perfumes notáveis que figurarão entre os queridinho da perfumaria de luxo internacional.Esse ano ele assina o divino Bottega Veneta Pour Homme Parfum junto com Daniela (Roche)  Andrier.

Resultado de imagem para Antoine Maisondieu 

Olivier Pescheux (Givaudan) vem se mantendo muito bem com a Montblanc, Davidoff e Dyptique (entre outras) e desde que ganhou o Prix François Coty em 2010 seu bom gosto só vem aumentando. Ele é responsável pela linha Legend da Montblanc desde 2011 e, salvo raríssimos flankes menos badalados, sempre emplaca. Em matéria de elegância ele segue os moldes de Mathilde  Laurent, ambos advindos da mesma escola.

Resultado de imagem para Olivier Pescheux



A FRAGRÂNCIA

Confirmando a tendência composições mais adocicadas Legend Night é um perfume de boa performance. Aromático em suas notas iniciais, segue com notas amadeiradas e baunilha bem equilibradas. Particularmente um misto que me agradou e não entendo bem o que alguns resenhistas vem criticando sobre sua proximidade com outros como Armani Profumo ( de qual sou grande fã). Não vejo problemas! não excede na lavanda, o amadeirado almiscarado deixa boa longevidade, as notas gustativas e cítricas são balanceadas.Nem sei por que tanto furor se a fragrância nem mesmo esquentou as prateleiras (apresentado no final de junho  para figurar no dia dos pais). 
Talvez em uma análise mais profunda, estudando a impressão de outros colegas e tentando enxergar além possa dizer mais que isso sobre ele. Prevejo uma chuva de críticas e elogios entre os gringos porém, para o nosso público Brasileiro ele casa muito bem. 
Vamos Aguardar!



quarta-feira, 19 de julho de 2017

Valentino Uomo Acqua de Valentino (2017)

Realmente tive que buscar toda as informações possíveis para resenhar essa fragrância que, ao meu ver, é uma das mais deliciosas fragrâncias da linha Valentino Uomo até agora. Um flanker digno de aplausos. Para meus leitores mais assíduos já deu pra perceber que sou fã de perfumes não agressivos e agráveis. Desde já coloco já informo que não apreciei nenhum Valentino Uomo até agora. O tradicional me enjoava, não sei por que ligue a fragrância adocicada a uma versão de Lapidus. Juro que tentei, várias vezes, encaixar a fragrância que, os colegas em geral idolatravam porém, para mim não deu. Intense para mim é aquele parente mais rico do Dior Homme Intense, Iris enjoativa, baunilha cremosa e fervilhante. Quase me agradou com notas de fundo que foram ficando bem delineadas e agradáveis mas, não mudou minha opinião.
Entendo a proposta da Casa Valentino, na verdade entendo a proposta geral dos perfumistas que estão rondando como moscas os sucessos da Dior. Eles são adaptáveis e requerem um certo refino no olfato que , este que vos escreve, não tem. Talvez a calma e elegância de vloguers como o grande Mark Lacerda caibam no perfil. Até  me sinto tupiniquim ao extremo quando digo não apreciar determinados perfumes que são moda desde muito tempo. Mas Acqua foi amor a primeira vista ( ou cheirada)!
Resultado de imagem para Valentino Uomo Acqua Valentino for men

Realmente fiquei bobo com Acqua Uomo e ainda estou apreciado a delicadeza de  Acqua Donna. 
A iris é balanceada.Logo no início as notas de tomate  ( certo que eu tive que ir consultar as notas pois não me conformava que era tomate e não uma outra fruta), iris e couro formam um conjunto muito aconchegante e fresco (serio! em determinado momento senti algo que lembra suco de acerola,laranja e cenoura, seria fome?). Não um fresco verão, algo mais para sensação de frescor.  É confortável! Realmente lembrou-me o aconchego e lençóis e clima ameno. Uma pena que não é tão duradouro quanto eu gostaria que fosse, em uma segunda fase fica um pouco mais leve, adocicado não muito amadeirado porém mantendo características originais.
Dei-me por satisfeito! Não precisava de nada além disso para me conquistar. 
Resultado de imagem para Valentino Uomo Acqua Valentino for men 

Um Valentino que eu realmente gostaria de ter em minha coleção mesmo com o MIMIMI dos apreciadores do tradicional. 
Gosto é gosto!

Scuderia Ferrari Forte de Ferrari

Resultado de imagem para Scuderia Ferrari Forte

Em meu retorno às resenhas do novo deparei-me com essa composição de Maurice Roucel e me perguntei: Onde será que Maurice está escondendo o bom gosto que o levou a criar preciosidades como Lalique Pour Homme e Hypnose pour Homme?
Scuderia Forte é "zinho". 
Bonzinho, gostosinho, cheirosinho. Totalmente sem criatividade e até certo ponto muito jovial até mesmo pra propaganda. Uma versão adolescente de um perfume qualquer na família de  1 million. 
Meio decepcionante pra um perfume com tão boa apresentação e longevidade. 
Não sei se o que me desagradou foi essa falta do novo ou a continuidade do que eu já achava que estava superado. 
Enfim! Pelo preço sugerido realmente não vale o investimento. Só se você tiver paixão por perfumes comerciais e joviais. 
Pelo menos tem boa silagem!

terça-feira, 18 de julho de 2017

Declaration d'Un Soir de Cartier (2012) de Mathilde Laurent

A eterna Mathilde  Laurent não é só uma das mulheres mais elegantes do mundo dos perfumes. Desde que iniciou sua parceria com Jean-Paul Guerlain a perfumista mostrou-se de uma originalidade e força digna dos melhores da área. Após seus 11 anos produzindo o melhor para a casa Guerlain tornou-se o nariz por traz da Cartier emplacando nada mais nada menos que Roadster de Cartier. 
Comandando uma produção de alta classe e extrema qualidade Laurent baseou-se no Marketing inteligente para alavancar fragrâncias que tomaram conta da Europa e do mundo. Sobre Baiser Volé ela afirma:
"Sempre lembrei de "anti-floral". Para mim, é anti-floral porque eu fiquei cansada do quão monótono era o mercado e também a visão da feminilidade, as mulheres são reconhecidas através de perfumes florais que não são mais perfumes florais. Estamos presos em arquétipos e redundância, as mulheres são sempre convidadas a ser "buquês de flores gigantes " ou grandes marshmallows de baunilha. Eu queria fazer um floral que seria diferente na forma como ele aborda as mulheres: fazer um perfume floral não significa que você tenha que colocar  a própria essência da feminilidade nele! "

Perfumer Mathilde Laurent

A perfumista só voltou a por o "nariz" em um perfume masculino comercial após criar a versão Cologne de Declaration. Mas foi dois anos mais tarde, com Declaration d'Un Soir que atingiu o auge de sua criatividade  ao oferecer uma nova proposta de fragrância ao público masculino. Matilde retirou de cena o esteriótipo de homem rico em madeiras ou mergulhado no mundo metrossexual e propôs um floral de força e pompa para um homem de classe, estilo e beleza.
Sobre a Criação na Cartier declarou : "Na Cartier, todos concordamos que um bom perfume sempre começa com uma ótima ideia. Se você precisar, você pode refinar a ideia para torná-la mais comercial, mas uma ótima ideia nunca se tornará apenas comercial."

A FRAGRÂNCIA
Resultado de imagem para Declaration d'Un Soir de Cartier

Declaration d'Un Soir é o oposto do convencional " perfume coringa" tão buscado por Grifes como Dior e Paco Rabanne. Ele é floral em todo o seu contexto com notas de "rosas frescas", uma das notas preferidas de Laurent. Uma fragrância linear explosiva e marcante na qual as rosas especiarias e madeiras se equilibram de forma a fugir de esteriótipos. Potente em especiarias quentes e com um toque gelado lembrando gengibre. A madeira de Sândalo é tão equilibrada que a impressão que a composição passa é de um homem sob o sol em um jardim de inverno. O aroma natural de masculinidade ligado a elementos especiados e madeira adocicada formam uma película agradável no qual as rosas nunca são enjoativas e não se pode cogitar, em hipótese alguma a possibilidade de um perfume andrógeno. Ele é másculo e diferenciado! Não é complemento de nada, é um adorno como uma discreta  aliança de ouro nos dedos de um executivo. 

As Indicações

Cartier d'Un Soir não é um perfume feito para homens que se habituaram ao sensual baladeiro. A fragrância destina-se a um público que ganha sua notoriedade pelo alinhamento de seus ternos bem cortados e suas gravatas contrastantes . Não é genérico! É singular! Destinado a homens singulares e bem resolvidos. 

domingo, 2 de julho de 2017

Issey Miyake L'Eau Majeure d'Issey

por: Sanja Pekic


A casa Issey Miyake anuncia uma nova fragrância masculina L'Eau Majeure d'Issey, que representa um flanker da linha que marcou a sua coleção de perfumes L'Eau d'Issey (a edição masculina foi lançada em 1994). A nova fragrância é esperada no mercado no final de Julho de 2017.
O tema continua a ser baseado na interpretação da água e da liberdade: "Uma nova fragrância inspirada na água, como símbolo masculino de força e movimento. Água num estado maior. A evocação de madeira salgada." (via)

Issey Miyake L'Eau Majeure d'Issey bottle

 
L'Eau Majeure d'Issey é um perfume de caráter amadeirado - aquático e uma atmosfera marinha que começa com frutas cítricas frescas. O coração do perfume imita o cheiro salgado da brisa do mar, colocada contra uma base amadeirada que mantém a consistência da composição.

sea water
 
Notas de topo: bergamota, toranja
Coração: acorde salgado de mar
Base: madeiras, cashmerean

Issey Miyake L'Eau Majeure d'Issey está disponível em quantidades de 50 e 100 ml Eau de Toilette. Vem num frasco com design semelhante ao original mas com as arestas curvas.

Acqua di Parma Colonia Pura

por: Sanja Pekic


Acqua di Parma Colonia Pura launch, instagram
Créditos de imagem: Jennifer Hoppe no lançamento de imprensa Acqua di Parma, Hamburgo @jhstories

A casa italiana Acqua di Parma lança a nova fragrância Colonia Pura em setembro de 2017 como interpretação moderna da clássica Acqua di Parma Colonia de 1916, a fragrância alegadamente usada por Cary Grant, Ava Gardner e Audrey Hepburn. Acqua di Parma Colonia Pura celebra a tradição e traz a herança desta marca à nova geração. A fragrância representa sofisticação, frescor e energia, assim como simplicidade, leveza e descontração.

Acqua di Parma Colonia Pura ad
créditos de imagem: dailyluxury.it

Acqua di Parma Colonia Pura tem uma composição de colônia clássica, que inclui muitos citrinos, especiarias, flores, fortes acordes verdes e madeiras. Entre as notas dignas de menção está o absoluto de narciso, que dá um caráter mineral à composição. O perfumista Francois Demachy assinou a criação. A fragrância é dedicada ao homem, como indicado na nova campanha de publicidade, mas pode ser usada por mulheres.

Acqua di Parma Colonia Pura
Notas de topo: bergamota, laranja, petit grain, notas ozônicas
Coração: absoluto de jasmim Sambac, absoluto de narciso, coentro
Base: patchouli, cedro, almíscar branco

Disponível em 50 e 100 ml Eau de Cologne.