VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Aromas de Natal: Parte III, Abeto

por: Juliett Ptoyan

O Fragrantica continua os preparativos para o Ano Novo (de repente já falta muito pouco!); em Aromas de Natal, já falámos de pinheiro canela, e hoje gostaria de vos apresentar o abeto, a única árvore conífera cujos cones crescem apontando para cima. Bom, sim, o abeto também faz lembrar o Agente Cooper a caminho de Twin Peaks.
 
Cena de "Twin Peaks" (dir. David Lynch)
 
Kyle MacLachlan menciona o Abeto Douglas (Pseudotsuga menziesii) nas primeiras cenas de sua viagem, e diz que nunca tinha visto tantas árvores. Não nos surpreende: este tipo de abeto compõe grande parte das florestas da costa do Pacífico e é originário do Norte da América (Twin Peaks tinha lugar aí).
 
 
O mito que as coníferas podem viver apenas em climas duros não diz respeito a todas as variedades de abeto - existem muitos entre as variedades termofílicas, como o espanhol e o siberiano. Mas "amar o calor" não significa "sensível ao frio": por exemplo, a Abies sibirica é tolerante a temperaturas tão frias como -25 °C, apesar de seu crescimento em tais condições ser mais lento do que o usual. 
 
 
Pode ser difícil diferenciar as variedades de abeto, mas existem dicas para determinar se é um abeto (em vez de pinheiro). Existem várias características: primeiro, a forma da coroa do abeto é quase sempre simétrica; segundo, o abeto tem agulhas grossas sem espinhos (mais largas e longas do que as do pinheiro) que são verde escuro com duas faixas brancas nos lados.
 
Terceiro, os cones do abeto crescem no topo da árvore, e virados para cima, como já dissemos. Também, esta árvore não tem os pequenos canais dentro do tronco nos quais corre a resina. Quanto ao bálsamo canadiano (também conhecido como bálsamo de abeto) - é feito de resina mole do Abies balsamea, o único que tem estes canais - e, de acordo com os naturopatas, esta substância viscosa pode curar todas as doenças.
 
E os óleos essenciais? São feitos de outras variedades de abeto. Além do canadiano, há o abeto prateado para a produção de óleo - o cheiro é suave, especiado, balsâmico, com um delicado toque cítrico; e o siberiano - seu aroma mais frio e menos especiado. Atenção aos falsificados: por vezes os produtores podem substituir este óleo com fraçoes de estrato de pinheiro.
 
 
Na perfumatia, o abeto ocorre frequentemente em conjunto com outras notas de coníferas - como em Chimaera de Tiziana Terenzi que tem bálsamo canadiano misturado com pinheiro; Xeryus combina abeto & cedro; e em Fou d'Absinthe, as agulhas de abeto são gentilmente mergulhadas num banho de absinto. Aftelier tem um denso e balsâmico Fir (gosto de ideia de produzi-lo em forma sólida, porque sabe bem espalhar na pele em vez de vaporizar); Fir Balsam de Frank Boclet pode não ser tão balsâmico, mas também merece atenção.
O seco e crepitante Fraser Fir pode ser encontrado na Demeter;Umbra de Ramon Monegal oferece-nos um coquetél de abeto e oxigênio: é uma textura arejada como uma núvem de agulhas igualmente distribuídas junto à base com notas de musgo.
 
Para comemorar o Ano Novo usamos muito os abetos Canadiano, Fraser e Nordmann - são lindos e as agulhas não picam; quem gosta de artesanato usa nas mesas festivas e para decorar velas; as agulhas de abeto também se adicionam em banhos de vapor.
 
 
O que pensam do cheiro do abeto? Conseguem distinguir das outras coníferas, ou acham igual ao cheiro dos pinheiros? Já experimentaram
aromas com notas de abeto?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE O QUE VOCÊ ACHOU DA NOSSA MATÉRIA!