VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Hypnôse Homme de Lancome (2007-2011) por Maurice Roucel


Hypnôse Homme Lancome Masculino

Importante frisar que Hypnose foi reformulado em 2010 e você pode encontrar em duas versões. A que vai de 2007 a 2010 é ótima em fixação e tem uma projeção de duas horas, depois fica rente a pele e mesmo assim perceptível e agradável. A reformulação não mudou em nada a fragrância porém ela ganhou mais projeção e menos longevidade. O que percebi nesta versão é que o perfume ficou mais sedutor e envolvente porém não tem a mesma quantidade de âmbar e almíscar da primeira.
Do perfumista só esperava o melhor já que ele tem no currículo três das fragrâncias que mais amo Kenzo Air, Lalique Pour Homme e Musc Ravageur de Frederic Malle.
Sobre a fragrância, tomando por base a primeira versão e pressupondo que o perfume está ficando escasso no mercado, tem uma saída que me lembra o Diavolo de Antonio Banderas. Muitas pessoas falam em saída cítrica verde, eu consigo assimilar um amadeirado adocicado com toques especiados de cardamomo e uma quantidade gostosa de âmbar. O interessante é que, nessa composição, não há madeiras e sim patchouli, então é uma saída que remete a toques amadeirados. O casamento de almíscar e lavanda são perfeitos. Destaco aqui que a lavanda não incomoda e me remete ao Platinum egoiste de Chanel. Esse fougére gira basicamente em torno disso lavanda,adocicado agradável, toques resinosos amadeirados, almíscar perfeito e um leve especiado lembrando a gengibre. Quanto ao custo benefício ele já foi um dos melhores do mercado já que nunca foi muito caro e pode fazer a diferença para homens que gostam de conforto, estilo e elegância. Nos últimos meses ele ficou com um preço salgado.Nunca vai sair da lista dos meus perfumes preferidos pois é deliciosamente viciante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE O QUE VOCÊ ACHOU DA NOSSA MATÉRIA!