VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 11 de julho de 2015

Jaipur Homme de Boucheron ( 1998) por Annick Menardo


Jaipur Homme Boucheron Masculino


Sai em um aromático forte, com cardomomo e canela , um toque cítrico porém picante.Segue com cravo, intenso e estasiante e  nesse determinado ponto parece que ele vai se resolver em benjoim e cravo, como em um floral oriental antigo. Rosas surgem de uma forma mais sintética e menos natural e tentam ganhar espaço na força das especiarias. A fava demora um pouco para se fazer presente e deixa a fragrância mais  classuda .Um  aromático adocicado que ganha mais força ainda quando o patchouli fica imponente, vivo e poderoso. O olfato não costuma assimilar as informações dessa fragrância em tempo real, ela necessita de tempo, costume, e desenvolvimento para que seja bem digerida. Quando adocica não faz como a maioria, que ganha um ar de "final de fragrância", ele evolui mesmo, nunca deixando de ser oriental. É uma composição madura e sóbria, que não veio para agradar a todos, somente ao seleto público dos orientais aromáticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE O QUE VOCÊ ACHOU DA NOSSA MATÉRIA!