OS MELHORES DO ANO (2017)

CONTINUAM ABERTAS AS VOTAÇÕES PARA ESCOLHER OS MELHORES DO ANO PELO E.S.P FASHION BLOG BRASIL. QUE TAL PARTICIPAR? MANDE POR E-MAIL OU VOTE NAS CATEGORIAS DISPONÍVEIS NO BLOG. AS NOVAS CATEGORIAS SÃO:

MELHOR FLANKER MASCULINO LANÇADO EM 2017
MELHOR FLANKER FEMININO LANÇADO EM 2017
MELHOR FRAGRÂNCIA DE NICHO LANÇADO EM 2017
CASA (GRIFE) DESTAQUE EM PERFUMARIA 2017
FRAGRÂNCIA INOVAÇÃO 2017
FRAGRÂNCIA CHICLETE EM 2017


MELHOR FLANKER MASCULINO LANÇADO EM 2017

MELHOR FLANKER FEMININO LANÇADO EM 2017

MELHOR FRAGRÂNCIA DE NICHO LANÇADA EM 2017

CASA (GRIFE) DESTAQUE EM PERFUMARIA 2017

FRAGRÂNCIA INOVAÇÃO 2017

FRAGRÂNCIA CHICLETE EM 2017 ( A MAIS SENTIDA NAS PESSOAS)

Perfumista destaque em 2017

MELHOR FRAGRÂNCIA COMPARTILHA 2017

PERFUME FEMININO DESTAQUE EM 2017

MELHOR PERFUME MASCULINO CELEBRIDADES 2017

MELHOR FRAGRÂNCIA FEMININA LANÇADA EM 2017

Melhor fragrância de celebridades 2017

MELHOR PERFUME MASCULINO DE 2017

MELHOR PERFUME NACIONAL MASCULINO PARA 2017

MELHOR PERFUME FEMININO NACIONAL 2017

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Galop d`Hermes de Hermes (2016) de Christine Nagel



Fragrâncias couro para mulheres tem que ser muitoooo bem dosadas para não confundir o olfato e apresentar , ao invés de conforto, um desconforto. As inovações de Christine Nagel são muito bem avaliadas pela equipe de qualidade pela equipe  Givaudan/Hermès. Galop entrou na lista de criações desse ano com ressalvas por apresentar uma estrutura oriental feminina que abusa do couro e rosas. O ponto crucial de Galop é o equilíbrio entre o  feminino sensível e o masculino andrógeno. A estrutura é típica das fragrâncias Oud, e entra por si só, em seara complexa. As rosas  não são o primeiro plano dessa composição como acontece no amadeirado oriental de Rose Oud de Laurence Dumont, o couro é a prioridade. O açafrão é mais puxado que o normal e a disposição semi-linear da fragrância chega a ser dúbia em termos de sofisticação, nem todos conseguem entender a inversão que transformou algo na vipe de  Terryfic Oud Extrême de Terry de Gunzburg de compartilhável em feminino. A linha é tênue e a madeira parece que vai aparecer a qualquer momento porém, ele deslancha para um adocicado leve que confunde o olfato e deixa uma pegada da nota inicial que impressiona no Chance Eau Tendre de Chanel. Em resumo , não é uma fragrância fácil de gostar. Para a mulher que quer essa pegada... algo que poderá despontar na perfumaria já que a perfumista é um resumo do moderno, ainda indicamos Rose Oud de Laurence Dumont . Algo muito mais fácil de gostar, com couro na medida, mais rosas e menos açafrão . Uma medida de Oud que não incomoda e um toque andrógeno dinâmico e sensual. 
Galop d`Hermes Hermes Feminino
Apresentação impecável em um perfume diferenciado 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE O QUE VOCÊ ACHOU DA NOSSA MATÉRIA!