VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 3 de setembro de 2016

My Burberry Black (2016) de Francis Kurkdjian

 My burberry black foi uma das grandes descobertas que fiz por esses dias. Confesso que My Burberry me agradava mas sempre parecia faltar algo, um toque mais diferenciado que pudesse levar a fragrância a ser destacável. Talvez o frutado inicial não fosse algo que destacasse a composição.Enfim, não era algo suficiente para que eu gastasse com grandes volumetrias porém, o floral encantador me mantinha próximo ao belo da Burberry. My Burberry Black já me encantou no primeiro contato. Intenso, frutado com aquele pêssego delicioso e um floral ambarado que elegante, coeso, totalmente bem colocado. A intensidade foi outro susto. Some as notas florais muito românticas, que parecem casar com uma mulher mais sonhadora e as rosas ficam destacadas. Rosas frutadas e âmbar, que junção sensual. Alguns dirão que o frutado intenso modifica a proposta da criação de 2014 mas é justamente isso que o torna muito mais fácil de amar. Nada de notas verdes e flores que , em si, deixam a composição pesada. Black é poderoso, simplificado, de forma que não seleciona público, como um um black opium da vida.Ele emplaca, com certeza pois tem tudo que uma mulher precisa: estilo, elegância, sensualidade e versatilidade. O patchouli não atrapalha, ele soma e confere uma longevidade impar entre os florais. É um perfume realmente muito gostoso que agradará tanto os fãs de fragrâncias adocicadas quanto os próprios amantes de My Burberry. Apesar das críticas que encontramos no fragrântica gringo, My Burberry Black faz bem mais o estilo das brasileiras e aliado a essa potência bombástica perfumistica vai se tornar item do top dez das resenhistas da web .... e logo!

Um comentário:

  1. Que maravilha de post! A fixação e a projeção do My Bueberry Black é mais forte que do My Burberry EDP? Adoro os perfumes My burberry. Obrigada.

    ResponderExcluir

COMENTE O QUE VOCÊ ACHOU DA NOSSA MATÉRIA!