quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Twilly d’Hermès de Hermès por Christine Nagel (2017)


Twilly d’Hermès Hermès for women
O novo pecurrucho da Hermès assinado por Christine Nagel é um pequeno notável. 
De início me perguntei se havia testado a mesma fragrância que os colegas resenhistas descrevem pelos blogs a fora. Para tentar encontrar as facetas que eles descreveram me aventurei em testar pelo menos três vezes antes de resenha-lo.

As características marcantes , no meu entender, estão mais na tuberosa e no sândalo do que no gengibre. O gengibre é bem notado logo de início mas a composição tem uma aura mística , algo como se estivéssemos envoltos em uma luz branca arrebatados com nuances que lembram flores delicadas contrastando com uma tuberosa na medida certa e madeiras aromáticas.

Entendi a pirâmide da seguinte forma:

Gengibre picante e Tuberosa
Tuberosa  e leve floral branco  (realmente parece ter outra flor aqui)
Sândalo e floral feminino amadeirado 
Sândalo 

Não é necessário dizer mais que isso. 
Não é sufocante.. 
Não é enjoativo.
Não é mágico 

Mas é uma fragrância deliciosa para os dias de primavera. Sinto uma energia positiva enquanto a composição se desenvolve.
Projeção mediana
A longevidade foi até boa na minha pele, principalmente para quem usou uma quantidade bem pequena.

Gostei!