OS MELHORES DO ANO (2017)

CONTINUAM ABERTAS AS VOTAÇÕES PARA ESCOLHER OS MELHORES DO ANO PELO E.S.P FASHION BLOG BRASIL. QUE TAL PARTICIPAR? MANDE POR E-MAIL OU VOTE NAS CATEGORIAS DISPONÍVEIS NO BLOG. AS NOVAS CATEGORIAS SÃO:

MELHOR FLANKER MASCULINO LANÇADO EM 2017
MELHOR FLANKER FEMININO LANÇADO EM 2017
MELHOR FRAGRÂNCIA DE NICHO LANÇADO EM 2017
CASA (GRIFE) DESTAQUE EM PERFUMARIA 2017
FRAGRÂNCIA INOVAÇÃO 2017
FRAGRÂNCIA CHICLETE EM 2017


MELHOR FLANKER MASCULINO LANÇADO EM 2017

MELHOR FLANKER FEMININO LANÇADO EM 2017

MELHOR FRAGRÂNCIA DE NICHO LANÇADA EM 2017

CASA (GRIFE) DESTAQUE EM PERFUMARIA 2017

FRAGRÂNCIA INOVAÇÃO 2017

FRAGRÂNCIA CHICLETE EM 2017 ( A MAIS SENTIDA NAS PESSOAS)

Perfumista destaque em 2017

MELHOR FRAGRÂNCIA COMPARTILHA 2017

PERFUME FEMININO DESTAQUE EM 2017

MELHOR PERFUME MASCULINO CELEBRIDADES 2017

MELHOR FRAGRÂNCIA FEMININA LANÇADA EM 2017

Melhor fragrância de celebridades 2017

MELHOR PERFUME MASCULINO DE 2017

MELHOR PERFUME NACIONAL MASCULINO PARA 2017

MELHOR PERFUME FEMININO NACIONAL 2017

sexta-feira, 31 de março de 2017

Mademoisele l'eau très belle de azzaro (2017)






Confesso que não caí de amores por ele até as temperaturas começarem a cair. No inicio achei muito frutado em um floral com notas gourmand enjoativas. Duas coisas me fizeram voltar atras e dar uma nova chance a esse fofinho. A perfumista e a nota de macarrons. Karine Dubreiul é uma paixao a parte quando o assunto é perfumes. Ela é adaptavel mas nunca aos extremos, sempre criando algo que pode fazer a diferença. Quem nao se lembra é só conhecer meus amados Gucci II, vanille e narcise e todos os maravilosos trabalhos para a L'occitane. Quanto a nota de macarrons, enfim, quem acompanha o mundo dos perfumes sabe que ela ganhou um espaço consideravel nos ultimos anos. Muitos ligam essa fragrância a la tentacion de Nina ricci, lançado em 2014 porem a nota é bem mais antiga, os primeiros registros aparecem antes da primeira fragrancia registrada  em 2008 ( que foi em Un Jour a St-Jean-de Luz de Parfums et Senteurs du Pays Basque. Perfume que ainda nao tive oportunidade de conhecer). Mesmo assim foi nas maos de Cresp que a nota tornou-se simbolo do melhor das fragrâncias gourmand.
Essa junção me proporcionou novos olhares sobre esse azarro. Recebi em um dia de sol sufocante. Passei uma gota pois nao curti o frasco nem a cor. Eu nao tinha  em mãos mas nao gostei nem da propaganda no catálogo. Imediatamente extendi o pulso , pinguei uma quantidade ínfima de perfume e usando de todo meu preconceito pensei: não gostei!
Em alguns minutos eu retornei a fragrância e achei aguada, adocicada, muito floral e gourmand de dar náuseas.
Guardei o fraconete e passei para outro perfume (definitivamente ele nao era algo que me agradasse).
A pouco mais de uma semana, conversava com um colega sobre o novo Zara masculino (que é muito bom diga-se de passagem) e fui fuçar no que estava guardado. Peguei o fraconete desse azzaro e coloquei no bolso da bermuda. Tirei minhas consideraçoes sobre un catatau de perfumes Zara que estavam guardados em algum lugar além da imaginação e recolhi tudo ( estou passando por um momento em que prefiro nao me ligar em perfumes já que é muito difícil usa-los. 
Sentado a mesa , no dia de hoje, muito mais fresco, notei que existia uma moeda de 1 real e um fraconete. Tratei de guardar a moeda (ja que a recessao nao tem hora para acabar) e coloquei um pouco do perfume no antebraço.  Enquanto fazia uma coisa e outra comecei a sentir o aroma de Jeunesse , um perfume que muito me agrada ( se nao me engano é do Robert Piget). A fraguancia criada por Guichard tem um bouquet floral classico que se mistura a notas frutais vívidas e notas gourmand onde o macarrons acompanha toques de adistringencia frutal que muitas vezes é até um pouco selvagem. 
Minha mente viajou até 2013 e logo estava procurando onde teria sentido aquele aroma tao saudoso. Notei que era o perfume do pulso e ainda demorei um pouco pra chegar a conclusão de que era o Azzaro. Uma nota fria de violeta contrastou e eu senti algo saponaceo, lembrando a um sabonete Francis que senti no mercado( muito gostoso por sinal). Algo que lembrava ameixas e uvas misturadas a um adocicado enjoativo caracteristico de uma fragrância que nao me agrada nem um pouco, o que vim a identificar como caramelo. 
A perfume desapareceu como magica após uma quantidade de sândalo e jasmim bem legais ter ganhado contorno.
Voltei e experimentei outra vez. O calor tomava conta de tudo e a composiçao outra vez me agradou pouco. 
Agora , fim de tarde , ela esta retilinia e lembra ainda mais Jeunesse. Como estou afastado da redaçao do Blog por motivos de saúde resolvi pegar meu celular e escrever a minhas queridas leitoras sobre Mademoisele l'eau très belle de azzaro. Uma fragrancia que poderá agradar muito quem gosta do estilo jovial, levemente selvagem e pouco invasivo. Confesso que essas mudanças nao foram algo que me deixou ansioso em compra-lo porém acho que esse perfume merece ser conhecido e melhor avaliado mesmo por que ainda precisarei de um tempo consideravel para digeria a proposta ( algo que aconteceu em eclat de arpège da mesma perfumista, um floral frutado que eu comecei a gostar quando estava acabando).
Peço desculpa aos amigos pelos erros de escrita que possam ocorrer nessa postagem  ja que escrever artigo em celular ruim é algo que poucos conseguem!
Até a proxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTE O QUE VOCÊ ACHOU DA NOSSA MATÉRIA!